Música e tratamento para dor de cabeça têm tudo a ver

Música e tratamento para dor de cabeça têm tudo a ver

11 de outubro de 2017
Talvez você já saiba que alguns estilos musicais ajudam a relaxar o corpo e a mente, mas você sabia que hoje existem estudos relacionando a música ao alívio das dores crônicas? Convidamos a enfermeira Dra. Eliseth Ribeiro Leão, autora do livro “Cuidar de pessoas e música: uma visão multiprofissional”, para nos explicar como funciona essa relação. Confira: Enxaqueca Crônica (EC): É verdade que a música pode ser benéfica para o corpo? Dra. Eliseth: Sim, a literatura já indica diversos benefícios a partir da utilização da música. Entre eles nós podemos observar a redução da pressão arterial, da frequência cardíaca e respiratória, relaxamento muscular e aumento de energia. Muitos dos sinais fisiológicos observados no corpo são consequência dos efeitos na dimensão emocional, como redução de estresse, ansiedade e depressão. No entanto, isso ocorre com estilos musicais específicos. EC: Por que a música pode ser utilizada no tratamento da dor? Dra. Eliseth: Porque o processamento da experiência musical pode auxiliar na produção de endorfina, que é nosso analgésico natural e, por isso, um recurso complementar para o tratamento da dor. Isso acontece porque o estímulo intenso através do tálamo, mesencéfalo e tronco cerebral causam a produção de substâncias moduladoras (como endorfinas e serotonina), que inibem a liberação dos neurotransmissores e da dor. EC: Então existe relação entre a música e o bem-estar? Dra. Eliseth: Sim, estudos nacionais e internacionais apontam para o relaxamento que a música pode proporcionar, o que nos conduz ao bem-estar físico, sobretudo às emoções que as músicas desencadeiam, promovendo estados afetivos mais positivos. EC: E qualquer tipo de música pode desencadear esse relaxamento e ser usado no tratamento da dor? Por quê? Dra. Eliseth: Não. Para o entretenimento, a preferência musical pode oferecer uma experiência estética positiva e prazerosa porque nós ouvimos o que gostamos. No entanto, quando pensamos na música como um recurso complementar no cuidado à saúde, devemos ser mais cautelosos na escolha de repertório, uma vez que as estruturas musicais têm potencial para gerar determinadas emoções. É preciso ter consciência sobre a influência que cada música exerce nas diversas dimensões humanas (física, mental, emocional e espiritual). Faça agora o teste de impacto da enxaqueca Realize o teste e descubra, em poucos minutos, como a dor de cabeça impacta sua vida pessoal e profissional. Realizar o teste siga-nos nas Redes Sociais EC: E quem sofre com dor de cabeça, que tipo de música pode agregar ao tratamento? Dra. Eliseth: É importante escolher algo com melodia suave, preferencialmente com poucos instrumentos musicais, como voz e violão ou outro instrumento de acompanhamento, sem instrumentos percussivos ou estridentes, de andamento lento que facilite estados de relaxamento (de 40 a 60 batidas por minuto). Esse tipo de música, por exemplo, auxilia em casos de cefaleia tensional porque quebra o ciclo dor-ansiedade-tensão. Nosso cérebro tende a sincronizar as ondas cerebrais com estímulos ambientais e, dentre eles, está o som.  Esses cuidados são de particular importância também na enxaqueca crônica que se manifesta de forma pulsátil e latejante. Portanto, os estímulos devem ser mais suaves ainda, sendo que em muitos casos, o silêncio também pode ser muito bem indicado. Para a melhora significativa e alívio das dores é necessário o acompanhamento com neurologista, mudança de hábitos e comprometimento. Temos certeza que você pode viver bem e sem dor. Conte com a gente! O texto acima possui caráter exclusivamente informativo. Jamais realize qualquer tipo de tratamento ou se automedique sem a orientação de um especialista. Referência 1. Nilsson U. The anxiety and pain reducing effects of music interventions: a systematic review. AORN Journal 2008; 87:780-807. 2. Rider MS. Entrainment mechanisms are involved in pain reduction, muscle relaxation and music-mediated imagery. Journal of Music therapy 1985; 22(4): 183-192. 3. Koenig J, Oelkers-Ax R, Kaess M, Parzer P, Lenzen C, Hillecke TK. Specific music therapy techniques in the treatment of primary headache disorders in adolescents: a randomized attention-placebo-controlled trial. J Pain 2013 Oct;14(10):1196-207. 4. Oelkers-Ax R, Leins A, Parzer P, Hillecke T, Bolay HV, Fischer J. Butterbur root extract and music therapy in the prevention of childhood migraine: an explorative study. Eur J Pain 2008 Apr;12(3):301-13.
Icone de uma doutora
Encontre um médico

Encontre os médicos especialistas, membros da Sociedade Brasileira de Cefaleia

fazer busca por médico
Icone de uma prancheta com desenho de batimento cardiaco
Sintomas

Entenda e aprenda a detectar os sintomas da enxaqueca e da enxaqueca crônica.

Conhecer sintomas
Icone de uma tratamentos
Tratamentos

Navegue pelos Tratamentos agudos e preventivos e recupere o controle da sua vida.

Conhecer tratamentos