Dia Nacional de Combate à Cefaleia: O impacto das dores de cabeça

Dia Nacional de Combate à Cefaleia: O impacto das dores de cabeça

18 de maio de 2018
Em 19 de maio é celebrado o Dia Nacional de Combate à Cefaleia, problema que atinge mais de 70% da população brasileira. Popularmente conhecida como dor de cabeça, a cefaleia pode ter mais de 150 variações, sendo as mais frequentes: cefaleia tensional, cefaleia em salvas e a enxaqueca crônica.  As dores de cabeça estão entre as principais doenças que levam à incapacitação, por causarem grande impacto funcional nos indivíduos e refletirem em seus relacionamentos sociais e profissionais, bem como na sociedade como um todo. Podemos ter um parâmetro de suas consequências em termos de absenteísmo no trabalho, e custos diretos e indiretos com falta de produtividade e tratamentos, tanto para o paciente como para a economia em geral. Neste quesito, a enxaqueca crônica que causa crise de dor de média a alta intensidade, em períodos de 15 dias ou mais ao mês, todos os meses, se mostra como o tipo de dor de cabeça debilitante. Segundo a neurologista pela UNIFESP especialista em cefaleias, Dra. Thais Villa – CRM 110217, é preciso olhar com atenção para o problema da dor de cabeça, pelos seus aspectos funcionais em nível individual e global que cresce a cada dia com a evolução de hábitos nocivos da população.  “Em meio a um cenário cada vez mais competitivo, exigente e conectado, a população está cada vez mais exposta a um arsenal de gatilhos para o desenvolvimento de dores de cabeça, sendo os mais comuns o stress, a ansiedade, a privação de sono, a alimentação inadequada, o consumo de álcool e a automedicação de analgésicos em geral”, explica a médica.  Para conter o avanço da população enxaquecosa, é preciso investir em medidas preventivas ancoradas no tripé da medicação correta, da adoção de hábitos saudáveis e de boa informação a respeito da doença e seus tratamentos. Faça agora o teste de impacto da enxaqueca Realize o teste e descubra, em poucos minutos, como a dor de cabeça impacta sua vida pessoal e profissional. Realizar o teste siga-nos nas Redes Sociais “O primeiro passo quando o quadro de enxaqueca já está instalado é a procura por um neurologista que atuará de forma individualizada para evitar ou reverter um quadro já cronificado.” explica Dra. Thais, que detalha que o tratamento do tipo crônico é dividido em dois modelos: sintomático (composto por analgésicos orais bem orientados para a cessão imediata da dor) e preventivo (composto de fármacos específicos para evitar as crises e aplicação de Toxina Botulínica A, que atua diretamente no mecanismo de transmissão da dor no sistema nervoso central), e mudanças de hábitos alimentares e comportamentais considerados gatilhos de dor. A médica também destaca um fator importante quando o assunto é dor de cabeça, que é a crescente oferta e procura por informações sobre a doença na internet, que tem ajudado os pacientes a entenderem melhor seus quadros de dor e a interpelar e aderir com mais propriedade aos tratamentos propostos pelos médicos. No entanto, ela ressalta a importância de se ter critério e cuidado com as fontes de informação na web, que precisam ter a chancela de sociedades médicas (como é o nosso site 😉 ou de profissionais ligados a sociedades médicas, bem como fontes acadêmicas.  “Não podemos negar e nem evitar a procura por informações de saúde na internet, que tem seu aspecto positivo para o empoderamento do paciente sobre o seu tratamento, mas é preciso orientar para a importância de consultar conteúdos sérios e seguros, especialmente para a sua segurança”, declara. As orientações da médica são especialmente importantes por conta do crescente desenvolvimento de comunidades e fóruns de pacientes na web para a troca de indicações de tratamentos, que não apenas podem comprometer ainda mais o quadro da doença, como por em risco as suas vidas. O texto acima possui caráter exclusivamente informativo. Jamais realize qualquer tipo de tratamento ou se automedique sem a orientação de um especialista.  Taís Cruz – MTB 0083367/SP
Icone de uma doutora
Encontre um médico

Encontre os médicos especialistas, membros da Sociedade Brasileira de Cefaleia

fazer busca por médico
Icone de uma prancheta com desenho de batimento cardiaco
Sintomas

Entenda e aprenda a detectar os sintomas da enxaqueca e da enxaqueca crônica.

Conhecer sintomas
Icone de uma tratamentos
Tratamentos

Navegue pelos Tratamentos agudos e preventivos e recupere o controle da sua vida.

Conhecer tratamentos