Como a Toxina Botulínica A se tornou alternativa para tratar a enxaqueca crônica

Como a Toxina Botulínica A se tornou alternativa para tratar a enxaqueca crônica

25 de julho de 2017
Os tratamentos para enxaqueca crônica consistem em uma série de procedimentos que visam aliviar a intensidade e a frequência das crises de dor, uma vez que a doença ainda não tem cura. Dentre as medicações chamadas de preventivas, ou seja, que atuam para evitar ou diminuir as crises, a Toxina Botulínica A, passou a ser aprovada e indicada a partir de 2011 como mais um importante recurso dentro do arsenal terapêutico do médico.  “A substância, que se apresenta como produto biológico, é aplicada de forma injetável em pontos pré-definidos na cabeça, pescoço e região cervical inibindo a transmissão de sinais de dor nos nervos periféricos que são enviados ao sistema nervoso central e reduzem a capacidade de percepção da dor pelo paciente”, explica Dr. Leandro Calia (CRM SP-63628), neurologista membro da Academia Brasileira de Neurologia e da American Academy of Neurology. A Toxina Botulínica A deve ser reaplicada a cada 12 semanas e pode ser associada a outras alternativas terapêuticas: “Um de seus diferenciais é que pode ser utilizada de forma isolada ou pode ser combinada com outros medicamentos – sejam eles para  enxaqueca ou para outras eventuais doenças, tais como hipertensão arterial, diabete melito, e assim por diante”, acrescenta o especialista. “Além do perfil de eficácia e segurança, outra vantagem é a tolerabilidade, o que reduz o risco de efeitos sistêmicos, tais como insônia ou sonolência, ganho ou perda de peso, alterações do humor, entre outras alterações”, acrescenta o especialista.  Faça agora o teste de impacto da enxaqueca Realize o teste e descubra, em poucos minutos, como a dor de cabeça impacta sua vida pessoal e profissional. Realizar o teste siga-nos nas Redes Sociais Outro benefício da Toxina Botulínica A é a redução do consumo de analgésicos e triptanos: “É comum que à medida que os pacientes sintam os efeitos de melhora de suas crises, diminuam ou até mesmo interrompam o consumo dos analgésicos”, relata o neurologista. No entanto, assim como qualquer outro tratamento para a enxaqueca crônica, a Toxina tende a trazer melhores resultados quando os pacientes adotam outras medidas de tratamento não medicamentoso, a exemplo: mudança de estilo de vida; evitar o estresse; evitar os conhecidos gatilhos da dor; melhora da alimentação e do sono; e a prática de atividades físicas. Converse com o seu neurologista, tire todas as suas dúvidas e siga o tratamento corretamente. Você pode viver sem dor! O texto acima possui caráter exclusivamente informativo. Jamais realize qualquer tipo de tratamento ou se automedique sem a orientação de um especialista.
Icone de uma doutora
Encontre um médico

Encontre os médicos especialistas, membros da Sociedade Brasileira de Cefaleia

fazer busca por médico
Icone de uma prancheta com desenho de batimento cardiaco
Sintomas

Entenda e aprenda a detectar os sintomas da enxaqueca e da enxaqueca crônica.

Conhecer sintomas
Icone de uma tratamentos
Tratamentos

Navegue pelos Tratamentos agudos e preventivos e recupere o controle da sua vida.

Conhecer tratamentos